sábado, 17 de outubro de 2009

.
.
.

.
.
.

3 comentários:

heretico disse...

perturbante...

triliti star disse...

sentir-me-ia muito desconfortável.

Lizzie disse...

Há uma lenda inglesa do cavaleiro que aparece no outono, nos bosques, que guarda as cartas da amada defunta nas longas barbas, que as fadas desfiam e a quem os duendes meios doidos como sempre são, plantaram uma árvore na cabeça para que ele ouça o canto dos rouxinóis que, por mero acaso, têm a voz da finada.

É um saudoso errante.

A Taylor é sempre perturbante e com várias raízes.